ATENÇÃO:

As fotos de acidentes e outras ocorrências divulgadas neste site não se prestam a satisfazer a curiosidade popular ou a qualquer instinto mórbido da natureza humana. São fotos que podem até provocar polêmica, devido a seu conteúdo dramático, mas, com certeza, conduzirão aqueles que tiverem coragem de acessá-las a uma reflexão sobre a efemeridade da vida, a necessidade de maior cuidado no trânsito e em outras situações de risco, bem como a uma maior valorização do trabalho dos funcionários das Polícias: Rodoviária Federal, Militar, Federal, Civil, Institutos Gerais de Pericias (IGP) e do SAMU (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência). Aqui mostramos exemplos de fatalidades que aconteceram em "pegas" e distrações nas ruas. Também mostramos exemplos de outros acidentes. Em relação aos acidentes registrados, a divulgação das imagens está baseada na Lei 9.503/97 (Código Nacional de Trânsito), artigos 6º, I e 14, IV, servindo como campanha de educação para o trânsito. Ainda que o impacto dessas cenas podem produzir esse efeito educativo e até preventivo, recomendamos com insistência que crianças e outras pessoas impressionáveis não vejam essas imagens. By Arquivo Sinistro


E-mail: webhorror@gmail.com



27/02/2010 Atentado suicida em Mogadíscio

MOGADÍSCIO, 3 dez 2009 (AFP) - Pelo menos 23 personas, incluindo três ministros do Governo Federal de Transição (TFG) somali, morreram na quinta-feira em um atentado suicida em Mogadíscio, segundo um novo balanço divulgado por fontes médicas.O atentado, executado durante a cerimônia de formatura de uma turma de Medicina em um hotel da capital da Somália, é o mais grave desde o início de uma rebelião inspirada na rede terrorista Al-Qaeda.O balanço anterior era de 19 mortos."Durante a noite morreram três pessoas internadas, entre elas um jornalista freelancer, e foi encontrado o corpo de um civil", anunciou um médico do hospital Medina, o principal de Mogadíscio.O atentado também deixou mais de 60 feridos..Nesta sexta-feira, os insurgentes islamitas Shebab negaram envolvimento no atentado suicida."Soubemos da tragédia pelos meios de comunicação. Não temos nenhum envolvimento neste incidente, os mujahedines shebab não cometeram tal ato", declarou à AFP o xeque Ali Mohamud Rage, porta-voz oficial dos shebab.Ele atribuiu a responsabilidade do atentado ao "governo apóstata" do presidente somali, o xeque Sharif Ahmed.O ataque matou o ministro da Educação Superior, Ibrahim Hasan Addow, o da Educação, Mohammed Abdulhai Waayel, e a ministra da Saúde, Qamar Aden Ali. O ministro dos Esportes, Suleyman Olad Roble, ficou ferido.O atentado aconteceu no hotel Shamo, no reduzido setor da capital somali controlado pelo governo, quando um estudante detonou os explosivos.O governo de transição de Ahmed (no poder desde janeiro) controla apenas alguns bairros de Mogadíscio, com o apoio de 5.300 homens da força de paz da União Africana (AMISOM), e enfrenta as milícias shebab e do grupo Hezb al-Islam.A Somália não tem um governo efetivo desde a queda do presidente Mohamed Siad Barre no início dos anos 90.

video
video



Digg it StumbleUpon del.icio.us

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivo

.

 
O conteúdo deste site foi totalmente retirado da Internet,
portanto não nos responsabilizamos por ele.
© 2004-2012:.WEB HORROR:.Todos os direitos reservados.
Related Posts with Thumbnails